Retirado do site http://www.terravista.pt/fernoronha/1559/timor.htm

3. Os recursos naturais marítimos: a importância da riqueza petrolífera do Mar de Timor
 
 

 O Mar de Timor, situado entre Timor e a Austrália é o refúgio de uma enorme riqueza do povo timorense - o petróleo.

As reservas petrolíferas que aí encontradas contam-se entre as vinte maiores do mundo.
 Vem sendo dito que a Indonésia "assegurou" o silêncio de determinados países oferecendo algo em troca , algo que pudesse interessar tanto militar como economicamente, a esses mesmos países. Objectivamente, no dia 11 de Dezembro de 1989 , foi assinado entre a Indonésia e a Austrália , o chamado "Timor Gap Zone of Cooperation Treaty" (o Tratado de Cooperação para o Intervalo da Fronteira Marítima de Timor ainda não Determinada) Nele ficou referido que assim se removeria "uma fonte potencial de conflito bilateral ou regional". O facto é que a Austrália concordara em reconhecer a anexação de Timor-Leste de maneira a poder haver negócio conjunto, austro-indonésio, nna exploração das reservas petrolíferas do Mar de Timor. O povo de Timor-Leste não entrou nas cogitações dos governantes dos dois países...
 Portugal denunciaria o acordo austro-indonésio no Tribunal Internacional de Justiça, sem resultar qualquer efeito. Uma das razões alegadas pela Austrália foi a de nunca Portugal ter dado a conhecer qualquer interesse, antes de 1975, sobre a plataforma marítima . Consequentemente a Austrália não aceita a alegação de que os timorenses tenham quaisquer direitos de soberania permanentes sobre os recursos de plataforma marítima do Intervalo. Resumidamente poderíamos considerar que o ponto de vista do governo australiano demonstra uma interpretação do direito internacional segundo a qual os actos de agressão podem ser ignorados e que os violadores do direito internacional podem tornar-se os legítimos titulares do território de que se apoderaram.